Review – Resident Evil Revelations

resident_evil_revelations_08

Resident Evil Revelations é um jogo de Survival Horror cuja linha temporal se passa entre Resident Evil 4 e 5.

A história começa com Jill Valentine inspecionando um navio perdido no meio do mar em busca de pistas e resquícios de mais uma ameaça bioterrorista e à procura de seu parceiro Chris Redfield.

resident_evil_revelations_02

O vírus da vez agora é o T-Virus Abyss, mais uma das variações do famoso vírus de Resident Evil e que proporciona uma grande variedade de mutações bizarras.

O jogo traz de volta o survival horror para Resident Evil. Os cenários são escuros e claustrofóbicos, onde monstros surgem repentinamente para te atacar e te assustar. O jogo ainda traz alguns puzzles, que apesar de simples, ao menos nos fazem relembrar um pouco os jogos clássicos de Resident Evil.

resident_evil_revelations_10

Surpresa!

No decorrer do jogo você vai conhecendo outros membros da B.S.A.A e vendo como eles se interligam com a trama. Falta carisma para esses personagens, principalmente da dupla Keith e Quint, que falham ao tentar trazer um alívio cômico e nos proporcionam as missões mais irritantes do jogo.

O Nerd e o Swagger, com as piores missões do jogo.

O Nerd e o Swagger, com as piores piadas e missões do jogo.

Uma inovação na jogabilidade foi o Scanner, que permite você analisar ambientes e monstros com o intuito de conseguir mais itens, como munição e ervas. Apesar de ajudar bastante, pois itens no jogo são escassos, não é nada prático ter de ficar analisando canto por canto dos cenários com esse scanner. Enquanto o scanner é utilizado, não é possível utilizar armas ou interagir com o cenário.

resident_evil_revelations_06

0% de beleza.

No quesito jogailidade, Resident Evil Revelations apresenta alguns problemas. O primeiro é o fato de seu personagem não correr, e isso traz um desespero extra, pois alguns inimigos são rápidos e não te dão opção a não ser esquivar ou ser acertado. É ai que surge o segundo problema: a esquiva, que funciona quando você não quer, e quando você precisa, te deixa na mão.

resident_evil_revelations_04

Isso Jill, faz careta mesmo, pois nesse jogo você não consegue correr.

Na hora do tiroteio surge outro problema: Os tiros parecem não acertar nos monstros. Você pode dar tiro em qualquer lugar, e a reação do monstro será a mesma: Quase nenhuma. Não dá para saber se o tiro foi crítico, pois o monstro não se desintegra em partes e só morre de uma vez. Faltou um pouco mais de detalhismo na hora de mostrar os danos sofridos pelos inimigos.

resident_evil_revelations_07

Você só vai saber que o inimigo está mal quando ele botar a língua para fora

O jogo foi bem remasterizado da versão de Nintendo 3DS, e os gráficos estão bons, apesar de alguns bugs, como inimigos deformados e que em alguns momentos atravessam o cenário ou desaparecem repentinamente. Os cenários, no geral, estão bonitos e só é possível notar alguns defeitos em umas poucas texturas ao chegar muito perto dos elementos do cenário.

Por fora parece um pequeno bote, mas por dentro é praticamente um Titanic.

Por fora parece um pequeno bote, mas por dentro é praticamente um Titanic.

Além do modo história, Resident Evil traz o modo RAID, onde você revisita as fases do jogo repletas de inimigos e ao finalizar recebe uma nota baseada em sua performance, levando em conta tempo e objetivos propostos. O interessante desse modo é a diversidade dos personagens que podem ser utilizados e a personalização das armas. Isso faz com que o jogo não seja finalizado e esquecido em sua prateleira.

resident_evil_revelations_09

O veredito final: Sendo fã ou não da série Resident Evil, vale a pena jogar Revelations. A Capcom fez bem ao parar de tentar fazer de Resident Evil um jogo com ação desenfreada e trazer o survival horror de volta. O jogo tem seus defeitos, porém não são algo que irão atrapalhar a imersão no jogo e a diversão.

resident_evil_revelations_cover

 

Ficha Técnica

Título: Resident Evil Revelations

Gênero: Survival Horror/Ação

Plataformas: Nintendo 3DS, Playstation 3, Xbox 360, Wii U e PC.

Data de Lançamento: 26 de janeiro de 2012.

Bruno Audi

Bruno Audi

Criador de trocadilhos e piadas ruins. Terceira pessoa mais sem graça do Brasil. Podcaster no Los Chicos, viciado em games e filmes de terror. Pretendo estar vivo até o final de One Piece e Game of Thrones.
Bruno Audi