Resenha – Espíritos de Gelo

espiritos_de_gelo_livro1

Um homem acorda acorrentado com os braços para cima em uma sala escura, com dois torturadores vestidos com detalhes masoquistas ao lado e um interrogador baixinho, vestido com roupas sociais e uma camisa surrada do Black Sabbath. Eles o informam que ele acordou em uma banheira sem um rim e sofreu um choque amnésico, que o impede de lembrar os detalhes. Assim sendo, eles partem do princípio de que outros choques traumáticos podem desbloquear essas memórias, se necessários. E se iniciam as piores partes. O livro faz referências à lenda urbana da banheira de gelo, às lendas ao redor da história do rock’n roll e até às motivações e psicologia ao redor da criação de lendas urbanas.

Essa é a sinopse de Espíritos de Gelo, livro de suspense/terror de Raphael Draccon, escritor brasileiro famoso por sua trilogia Dragões de Éter.

Em Espíritos de Gelo acompanhamos o desespero do personagem principal anônimo que tenta reaver suas memórias (bloqueadas devido a um trauma emocional) para evitar que a tortura infringida por seus sinistros carrascos prossiga, dando a eles as informações que desejam. Começamos o livro no escuro, e fica fácil nos identificar com o personagem, pois assim como ele, não sabemos porque ele está preso, sendo torturado e sem saber o que aconteceu horas antes do tempo presente na narrativa. Tudo que sabemos é que o personagem foi encontrado em uma banheira de gelo de um hotel, remetendo à lenda urbana do roubo de rins após a pessoa tomar bebidas com drogas e desmaiar.

raphael_dracconA história é contada de forma não linear, onde os curtos capítulos alternam-se entre o cativeiro e as lembranças do personagem, fazendo uma interessante transição entre presente com passado e gradativamente revelando o que de fato aconteceu.

No decorrer da história, toda a tensão criada no começo é perdida devido ao fato de o personagem abusar do sarcasmo e referências de cultura pop enquanto é torturado. No começo essas referências são interessantes, porém chega um momento em que a leitura fica cansativa, pois se torna excessiva a presença dessas referências, encontradas em quase todos parágrafos, parecendo estar ali para mostrar os gostos do autor ou apenas agradar alguém que consiga reconhecê-las.

Em alguns momentos os diálogos entre o torturado e seu carrasco ficam sem sentido, fugindo do foco principal da história, fazendo nos esquecer do ambiente sombrio em que se encontram e parecendo apenas uma conversa em uma mesa de bar.

Os personagens são bem trabalhados, possuindo defeitos, qualidades e peculiaridades, como seres humanos reais.

O livro é bem curto, contando apenas com 176 páginas e com a letra grande. Se o livro fosse mais resumido, eliminando a quantidade excessiva de diálogos excêntricos e os exageros de referências que não agregam em nada à história, caberia muito bem em um conto ótimo.

desfecho é muito interessante e faz com que o livro valha a pena ser lido até o final, pois mesmo cansativo em alguns momentos devido aos problemas supracitados, temos um final compensador e surpreendente ao montar todo o quebra cabeça com as memórias do personagem.

espiritos_de_gelo1

Ficha Técnica:

Título: Espíritos de Gelo
Autor: Raphael Draccon
Gênero: Terror
Publicação: 2013
Número de páginas: 176 páginas
Editora: Leya Brasil

Bruno Audi

Bruno Audi

Criador de trocadilhos e piadas ruins. Terceira pessoa mais sem graça do Brasil. Podcaster no Los Chicos, viciado em games e filmes de terror. Pretendo estar vivo até o final de One Piece e Game of Thrones.
Bruno Audi