Próxima Geração de Consoles Pode Surgir Já em 2019

ab982dv5s2zexyqr29t3e41iiTalvez você ainda nem tenha migrado para os atuais consoles do mercado, mas saiba que o ciclo de vida dos aparelhos da 8ª geração será consideravelmente menor, se comparado ao passado.

Caso não se lembre, a sétima geração deu as caras em 2006 na China e Japão, dominando o restante do mundo em 2007. Assim, se passaram exatos sete anos para que as empresas finalmente trouxessem a público os, até então, novos consoles. O mesmo período de tempo também se deu anteriormente entre o PS2 e PS3. No entanto, muitos acreditam que a atual geração de consoles será impulsionada a abreviar seus dias para acompanhar as demandas de mercado. Assim, a próxima leva de videogames pode começar a dar as caras no vindouro 2019, ou mesmo antes, já no final de 2018.

Vários motivos justificam isso. O primeiro é justamente o fato da perceptível desvantagem dos consoles com relação aos PC’s, que em muitos jogos multiplataforma apresentam desempenho consideravelmente melhor, como taxa de frames mais estável e maior definição de imagem. Também há o enorme  crescimento e demanda do setor mobile na indústria dos games, onde os atuais Smartphones top de linha já superam o hardware, por exemplo, do Playsation 3 e Xbox 360. Ainda, a ARM foi direta a dizer que já no final de 2017 serão comercializados novos aparelhos telefônicos com capacidade superior a que é vista no Playstation 4 e Xbox One.

mobile-gamingNão sendo bastante, a Nintendo antecipou-se entre as principais rivais e já se encontra em avançado processo no desenvolvimento de seu novo console, conhecido como NX, do qual não se sabe exatamente que segmento pretende tomar, mas que chamou atenção após ter um suposto kit de desenvolvimento circulando na internet que demonstra claramente que o aparelho também terá hardware superior ao dos concorrentes Sony e Microsoft.

Existem ainda duas primícias que ajudam a enfatizar o aceleramento da nova geração de consoles, sendo a chegada dos óculos de realidade virtual e a resolução nativa 4k, já disponível em PC’s. Pouco até agora foi visto daquilo que as novas mecânicas da realidade virtual podem trazer ao público em geral, mas já tem sido o bastante para deixar uma multidão extremamente empolgada e entusiasmada com as várias oportunidades de imersão e criação que essas novas ferramentas podem propiciar, tanto aos jogadores quanto a desenvolvedores.

2015-sony-tokyo-games-show-1

Por fim, restam os fatos estatísticos de que os atuais consoles venderam muito bem já em seus primeiros dois anos de mercado, chegando a superar a marca de PS3 e XBox 360 juntos no mesmo período. Assim, não é preciso que as empresas corram para reparar prejuízos.

Devagar, Devagar, Devagarinho

e3-2015-the-last-guardian-is-coming-to-playstation_8nh9.1920Donos de um console da atual geração com certeza já se depararam com a lacuna de grandes e originais IP’s produzidas para essas máquinas. Os melhores exclusivos até agora, como Infamous Second Son, Bloodborne, Halo e Ryse of the Tomb Raider não são franquias propriamente novas, mas sim continuações que deram muito certo anteriormente. Alguns jogos como The Order:1886 e Until Dawn já mostram bastante daquilo que o console da Sony pode proporcionar ao jogador, mas ainda assim faltam títulos que justifiquem a necessidade urgente de adquirir o aparelho para aproveitar dos jogos, tal como ocorrera na geração passada com a chegada de God of War III, Uncharted e The Last of Us.

Esse quadro se torna ainda mais lamentável frente o famigerado número de remasterizações que a atual geração vem recebendo desde os primeiros meses, trazendo praticamente todos os melhores jogos do passado para as normas plataformas, onde muitos sequer apresentam melhorias significativas o bastante para adquirir algo já visto, como as versões repaginadas de Dishonored e DMC: Devil My Cry, o que inevitavelmente ajuda a passar a sensação de preguiça em produzir novos títulos, irritando gamers ao redor do mundo.

Contudo, após quase três anos do lançamento dessa nova geração, 2016 promete ser o ano que de fato fará jus em adquirir um novo console, com títulos como Horizon:Zero Dawn, No Man’s Sky, The Division, Quantum Break e o controverso The Last Guardian, anunciado na E3 de 2009 como sendo exclusivo de PS3, que parecia mais um dos grandes projetos que não se tornariam em realidade, mas que teve um novo anúncio feito na E3 de 2015 informando que o jogo acontecerá e será exclusivo do Playstation 4. Obviamente, ainda há vários jogos incríveis que chegam este ano mas que não são necessariamente novos, como Mirror’s Edge Catalist, Far Cry Primal, Deus Ex: Mankind Divided, Dead Island 2 e o talvez mais aguardado, Uncharted IV: A Thief’s End, dentre outros.


E aí, já migrou para a geração atual de consoles? O que tem achado da falta de IP’s originais? PS5 e novo XBox em 2019? Diz aí nos comentários e…Expelliarmos.

Dennerson Samarony
Follow me

Dennerson Samarony

Libriano apaixonado por games, vintage, terror e rock'n'roll.
Pai de 8 filhos peludos que comem e bagunçam o dia inteiro.
Vegetariano convicto e amante assumido da natureza.
Dennerson Samarony
Follow me