35 – Os Pais na Cultura Pop

imagem_destacada_76
Arriba Chicos!

Em homenagem à data especial de hoje, o Dia dos Pais, iremos falar sobre os pais presentes em filmes, desenhos, seriados e games, ou seja, na cultura pop em geral! Iremos trazer desde os exemplos perfeitos de pais, até os omissos, e até aqueles que não são pais de sangue, mas são de criação!

E é lógico que para falar sobre esse tema, trouxemos um pai experiente! Ele que é um dos melhores editores de podcasts do Brasil, Senhor A.


Ouvir Online

Download (Clicar com o botão direito e escolher a opção “Salvar Link Como”):


Participantes do ebisódio

Glomer – Filho do Zé Gotinha

Uxo – Filho do Shrek

Thais Bracho – Filha do Hodor

Senhor A – Filho do Clint Eastwood

Esteban – Filho do Costinha

Bonilla – Filho do Rufus Lenhador


Links Comentados no Programa

Senhor A – Edição de Podcasts


Participações em Outros Casts

Conversa Nerd e Geek 27 – Seleção Natural Funcionando

Omegacast – Episodio 63 – Pequenos Prazeres da Vida


Ouvintes Obreiros

Cartas de HearthStone feitas pelo Team Blue, do MachineCast

hearth01 hearth05 hearth02 hearth03 hearth04


Para críticas, sugestões ou elogios, entre em contato conosco: contato@podcastloschicos.com.br

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/podcastloschicos

Confira também nosso grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/podcastloschicos

Siga-nos no Twitter: @podcastloschico

E no Instagram também!

E confira também nosso canal no Youtube!

Bruno Audi

Bruno Audi

Criador de trocadilhos e piadas ruins. Terceira pessoa mais sem graça do Brasil. Podcaster no Los Chicos, viciado em games e filmes de terror. Pretendo estar vivo até o final de One Piece e Game of Thrones.
Bruno Audi
  • https://twitter.com/Senhor_A_ Sr. A – The Audacity Man

    Uma honra esta semana ter podido participar de dois podcasts sobre dia dos pais, mas só mesmo o pessoal do Los Chicos para me elevar ao status de “um dos melhores editores de podcasts do Brasil”. Mas saibam que é sempre uma honra participar de um podcast que assume sempre o first em meus downloads.

    • http://podcastloschicos.com.br Bruno Audi

      Opa valeu pelo link, irei assistir sim!
      E muito obrigado pela participação! Na próxima já pode pedir piada!

      E sim, consideramos você um dos melhores editores de podcast do Brasil, sempre será referência, e sempre será minha primeira indicação a todos que perguntarem!

      Grande abraço!

  • http://agenciatransmidia.com.br/ V.H. Mota – Agência TransMídia

    Eu não teria estrutura emocional para participar deste programa. Chegou no Tio Phil, eu desabei aqui. Aquela cena tem uma verdade tão intrínseca que quem não engole em seco estilo Seu Madruga merece ser extraditado pro sol.

    E não é Odin. Quem criou o Jaspion foi o velho EDIN (que inclusive é o nome do meu computador, no qual não faço upgrade há umas boas eras.

    Não existem Smurfs fêmeas. Como disse o Uxo “sou-fresco-e-dou-fricote-se-soltam-spoiler” disse, a Smurfette é um engendro do Gargamel para levar os Smurfs para o mago crackudo. Os Smurfs nascem pela chamada concepção espontânea e representam uma virtude humana. Quando uma nova virtude é descoberta, um novo smurf nasce. Isto está ligado – acho eu – à reflexão por uso das drogas feitas de cogumelos (a casa dessas merdas azuis). Podemos considerar o Papai Smurf não como um pai de brocada, mas tipo um pai instrutor, tipo pai-de-santo mesmo.

    Sobre o Liam Neeson, basta ver “Deadpool”. Resume tudo. Mas vou corroborar o Sr. A: Deus castiga criança mentirosa (e ainda mais se for blasfêma). Vide o comercial da P&G da menininha que virou jogadora de vôlei de praia. Não sabe do que falo? Veja aqui no link e entenda: https://www.youtube.com/watch?v=NOJLfLrlNHQ

    Sabe porque o pai do Dexter é bom? Não porque ele incentivou o filho a matar bandidos. Não apoio isso. Mas, sim, porque falou “Não vou colocar meu filho pra trocar ideia com um psicólogo, vou perder meu tempo e meu dinheiro. Filho, é isso, isso e isso. Cortei intermediário.”

    Obrigado, Sr. A, por representar minha pessoa ao citar “O Campeão”, do Jon Voight protagonizando. “Acorda, campeão! Campeão!”

    Clássico dos games que reforça o “Pai é quem cria”: Harry Mason, do primeiro “Silent Hill”. Achou aquela filha do capeta na estrada e depois de um tempo vai no inferno reaver a cria do cramulhão. Assustador.

    Alto lá! Rei Randor não abandonou a Adora – irmã do Adam. Lave a sua boca IMUNDA, Uxo, antes de falar mal de um exemplo de regente. A Horda chegou à Eternia e quis subjugar todos os reinos. O Randor manteve o exército dos Mestres do Universo e lutou o quanto podia. Para abalar o moral dos rebeldes, Hordak, o capitão do Líder Supremo da Horda, foi ao palácio para sequestrar os DOIS FILHOS GÊMEOS de Randor e Marleena. Ele chegou a tempo de conseguir salvar apenas um dos filhos, pois Hordak sumiu através do portal com a Adora nos braços. Desta forma, ele não teve como resgatar a filha, que foi levada para uma colônia da Horda, Etherea. Lá, ela foi criada sem saber de sua linhagem e se tornou uma capitão do serviço opressor da Horda – sem saber que exercia uma função de repressão. Como não sabia onde sua filha estava, Randor criou Adam livre, permitindo que através da liberdade que sua filha não tinha Adam fosse o que quisesse ser. Randor não o podaria de seu livre-arbítrio. Por isso que ele não fica bolado com as roupas do Adam nem com seu gatinho cagão. Aguardo sua retratação para tal e, se tiver interesse em saber mais sobre, por favor escute a Parte A do nosso trabalho de um seriado de He-Man, onde falamos sobre isso: http://agenciatransmidia.com.br/agencia-transmidia-002-a-he-man-os-mestres-do-universo-o-seriado/

    Michael Kyle é um bom pai? É. Mas lembre-se: ele é um terrorista psicopata. Ele sente prazer em ter poder sobre todos. Pense nisso.

    Por hoje é só e senti falta do “Papai, você é amor. É meu exemplo na vida. Eu te ofereço um Dolly, com muita emoção.”

    • http://podcastloschicos.com.br Bruno Audi

      Fala Sr. Mota!

      Concordo, impossível não se emocionar com a cena do Will e do Tio Phil! Aquele episódio inteiro é bem intenso mesmo.

      Sobre o Edin, Rei Randor e os Smurfs, nesse episódio eles abusaram de errar, o que veio de e-mail corrigindo esses caras não foi brincadeira! Pra balancear teve o Senhor A que ajudou muito nas referências clássicas e não falou besteira! Depois de tanto erro inventamos o termo Chicotadas (parecido com o Caneladas, de um outro cast ai) pra esses casos de erros bisonhos nos episódios.

      Eu que citei o pai do Dexter e esse seu ponto de vista é genial, muito melhor do que o citado no cast! Melhorou muito no meu conceito como pai!

      Realmente faltou o Dollynho, queria ouvir essa bela canção como vírgula entre os blocos!

      Abração!!

  • Thiago Lima Conde

    Lyndos!
    Venho aqui apontar um erro.
    O orfanato de Matsumada Kido deve ter aproximadamente 76 crianças que foram pegar as armaduras.
    Chego nesse número com a simples conta de:
    Existem 88 constelações, por conseguinte 88 cavaleiros divididos entre ouro, prata e bronze. Tirando os 12 de ouro, chegamos nas 76 crianças que passaram o inferno para ter suas armaduras.
    Beijos seus lindos.

    • Lucas F. Zurwellen

      NEEEERD! Rs

    • http://podcastloschicos.com.br Bruno Audi

      Opa Thiago! Nosso ouvinte Conde corado!
      Por mais que eu goste de ver o Uxo levando Chicotadas (nosso termo pra quando erramos, bem parecido com o Caneladas de outro cast ai) tenho que admitir que ele estava certo. No mangá é dito que o Mitsumasa Catra teve 100 filhos e mandou um pra cada canto. Como tudo em Cavaleiros do Zodíaco, isso também não tem sentido e a conta não bate! Acho que ele fez 100 filhos pra garantir que conseguisse pelo menos o suficiente de bronze pra salvar o mundo (dos 100 apenas 6 prestam – Incluí o Jabu na conta ahahaha).

      Beijos, valeu pelo adendo!!

  • Rogério B de Miranda

    Muito bom! Me trouxe lembranças desde pais “politicamente corretos”, como Bob Pai, do desenho Bob Pai e Bob Filho (tá sou velho, eu sei) até o nada correto, Al Bundy, da série Married with Children (Um Amor de Família).. Sensacional..
    E ter o Sr. A foi fenomenal..
    Tenho 2 filhos, um que já veio pronto, minha ex-mulher já tinha um filho e ficou comigo desde os 2 anos de idade e fará 18 esse ano e uma filha, que está com 12 anos. Ser pai é uma sensação indescritível e estar passando minha idiotice para eles, é uma maravilha…
    Parabéns! Abraços

    • http://podcastloschicos.com.br Bruno Audi

      E ai Rogério!! Bob Pai era um ótimo pai! Esse desenho lembra muito o meu pai pois ele imita a voz dos dois personagens!

      O Sr. A foi ótimo, lembrou de bastante coisa boa, além de poder falar com propriedade!

      Parabéns pelos filhos, e ser pai é isso, ensinar tudo pros filhos, desde as coisas corretas até as malucas!

      Grande abraço, e obrigado por sempre comentar!

  • Darley Santos

    Queria aqui fazer umas menções… Primeiramente, o pai/patriarca da família Fisher de “A Sete Palmos” (Six Feet Under), uma série que me marcou muito, além de ser uma das séries mais premiadas já feitas. O nome dele é Nathaniel Fisher, dono da funerária que sustenta a família e um personagem com uma vida interior um tanto enigmática – aliás, ele é um personagem que cultiva o mistério em torno de si, rindo do absurdo que é a própria existência vista em si mesma, isto é, o absurdo do materialismo e consumismo. Ele morre já no primeiro episódio, se não me engano, e aparece ao longo de todas as cinco temporadas nos devaneios e conflitos internos dos demais personagens, ora como uma presença que perturba e instiga, ora como uma presença paterna afetiva que talvez nunca foi em vida. Pra quem nunca assistiu, fica a recomendação dessa série que, além de explorar o tema da morte sob seus múltiplos ângulos, explora temas como religião, liberdade, sexualidade, psicanálise…
    Nos games, faço menção aqui ao Barry Burton de Resident Evil, um agente de elite íntegro e ético que se vê forçado a colaborar com o vilão da história após a integridade de sua família ser covardemente ameaçada – aquele conflito que nos faz questionar o que é certo e o que é errado, o conflito entre o bem pessoal e o bem coletivo.
    Bem, é isso, parabéns pelo ótimo cast! Abraços!

    • http://podcastloschicos.com.br Bruno Audi

      E ai Darley!! Nathaniel Fisher estava em minha lista, só não entrou por causa do tempo de gravação que já tava enorme, mas você falou tudo, ele era um cara enigmático, que parecia hora ser um ótimo pai, hora ser um péssimo exemplo! E o filho dele, o Nate Junior, acaba sendo muito parecido com ele em vários momentos!
      Curto demais Six Feet Under por ser profunda, e cada episódio fazer a gente refletir sobre muita coisa…

      Barry é foda demais! No Resident 1 ele faz de tudo pela família, e depois em Resident Evil Revelations 2 (recomendo) ele passa pelo inferno pra salvar a sua filha!

      Abração, ótimo comentário! Obrigado por aumentar aqui nossa lista de pais!

  • Lucas F. Zurwellen

    QUE PAAAASTA CHINOOOOOS? (Calma to aprendendo ainda…)

    Sou o Lucas Zurwellen (se virem pra falar isso), e este é o meu primeiro comentário no Los Chicos mas já ouço faz algum tempo.

    Vim aqui comentar motivado pelo Esteban Audi, pq ele está no grupo do Curva de Rio no telegram e me reconheceu lá por eu sempre comentar no Minuto de Silêncio… complicado mas é isso rs.

    Então a partir de agora também irei comentar aqui no Los Chicos.

    Começando com… não tenho o que acrescentar para o programa mas é bom é bom!

    Abraços e até o próximo.

    • http://podcastloschicos.com.br Bruno Audi

      Arriba Zurwherelleeen!! Quem pasta aqui de nós é o Pino, por ser maior que um boi, e o Bem por ser meio burro (vide os Chico Show em que ele participa).

      Vim aqui responder só porque achei interessante todo esse caminho que fez você vir aqui comentar!

      Abrachos!

  • Tiago Ramos Melo

    ?Que passa Chicos? Adorei esse cast dos dias dos pais, ótimas referências de exemplos (ou não) de grandes homens que sabem o que fazer com suas mulheres, filhos, familiares, vizinhos, amantes…ops! melhor não continuar.
    Gostaria de lembrar de dois grande pais que não estão na lista, um deles é o Ursolão do desenho “A familia Urso”, um dos grandes clássicos de Walter Lantz onde ele é o faz tudo, aquele pai que não quer dar de gastão e querer resolver os problemas de casa sozinho sem opinião. Outro seria Hank Hill da série “O rei do Pedaço”, um típico pai americano que em todo episódio tomava um com os amigos sem se preocupar com nada.
    Bem é isso e que continuem aí dando exemplos de vida pra nós.

    • http://podcastloschicos.com.br Bruno Audi

      Arriba Tiago!! Nesse cast teve de tudo, pai bom, ruim, ausente, presente, psicopata e tudo mais!
      O Ursolão foi muito em lembrado, lembro de assistir muito quando era menor!! Agora o Hank eu mesmo não conhecia, não cheguei a ver muito desse desenho, mas parece ser o modelo americano ao estilo Homer!

      Abração, valeu ai por comentar e trazer mais alguns exemplos pra enriquecer a lista aqui!!

  • Jackerson

    Que passa, Chicooooossssss???????

    O episódio dos pais foi muito bom!!!!!

    Uma dúvida: o Pato Donald é um bom pai????

    Abraços!

    • http://podcastloschicos.com.br Bruno Audi

      Que passa Jackerson!!!!!!!

      Os caras leram seu comentário e sai no episódio desse domingo, aposto que eles caíram na sua peripécia como uns patinhos! Eu sei que ele não é pai, somente tio! Aguardando ansiosamente a leitura de e-mails pra rir da cara deles ahahahaha

      Abração!

  • Jorge Augusto

    E aeh Chicos.

    Mais uma parte da minha maratona para atualizar os episódios que ouvi, passei por aqui há algum tempo.

    E que episódio foda. Vários pais super fodas da ficção, e eu mesmo se for pai, serei uma mescla de Julius e Michael Kyle (só espero que o meu filho não seja tão cabeça dura quanto o pai, mas vá lá).

    Por ser o representante do mundo dos animes da parada, eu tenho que dar a mão à palmatória: Goku não é um bom pai, já o Gohan vem se provando ser melhor que o pai neste quesito.

    Um pai dos animes que vocês não citaram (por talvez não conhecer) o Yukihira Jouichirou, pai do Souma em Shokugeki no Souma. O cara é tão preocupado com a educação do filho que o colocou em uma instituição foderástica de ensino culinário (só a melhor do mundo, a Tootsuki) e enquanto viaja pelo mundo, paga pela educação do filho. Agora, outro pai do mundo dos animes que não é lá muito bom (eu diria que ausente e completamente omisso) é o pai do Yusuke em Yuyu Hakusho, porque ele nem aparece, deixando a mãe com problemas de vício (a Atsuko) e o filho pequeno pra trás. Lembrando que o Raizen é um antepassado do Yusuke, e não o pai dele, como dizem por aí.

    Essas são as minhas contribuições. Um grande abraço e até a próxima.

  • Pétrus Davi

    Olá chicoooooooooooo, how you doin’? (Já que não pode mais tudo bem né hahah)

    Sobre o episódio, acho que os pais da cultura pop são um dos mais influentes para algumas pessoas. Na verdade nossos pais são uma das melhores pessoas a nos guiar, pelo menos eu acho. O meu por exemplo é uma excelente pessoa, tivemos alguns problemas no começo em relação a bebidas alcoolicas mas hoje as coisas se resolveram um pouco, talvez seja por esse motivo que nunca tenha ficado bêbado na vida.

    Lembro de uma vez, no meu aniversário de 15 anos. A maioria dos garotos receberiam brinquedos, cadernos, roupas ou outras coisas, ele me deu um livro chamado o código da inteligência do qual aprendi muito com ele, mas o burro aqui deixou com a ex namorada e quando ela terminou comigo, não devolveu o livro, paciência né…

    Acho que a maioria dos pais da cultura pop são bem inspiradores, rocky balboa que o diga. Mas preciso deixar aqui alguns pais que esqueceram de mencionar. Vocês esqueceram de mencionar o Anthony Cooper, o pai do John Locke na serie lost. Além de ter roubado o rim do filho, ter derrubado ele do oitavo andar, deixando-o paraplégico, ainda fez questão de dizer ao filho que não o queria. Esse vai pra um dos piores da história
    Mas um bom exemplo de pai, mesmo que espiritual, é o coronel trautman, comandante do rambo, quem assistiu rambo 1 sabe do que estou falando.

    Bom episódio e abraços pessoal! :)